Nos anos 20, um modelo de residência despontou em Nova York com a proposta de um estilo de vida acima do nível da rua. Até então, só os escritórios ocupavam andares elevados. As coberturas eram áreas reservadas aos serviçais. Quem inverteu a ordem foi o editor Condé Nast, em sua penthouse, na Park Avenue. Noventa anos depois, o número 432 da mesma via conquistou o título de prédio residencial mais alto do Ocidente.

Matéria originalmente publicada na revista Veja Luxo. Clique para ler completa.

Screen Shot 2015-12-04 at 3.31.49 PM

Author