Já tem algum tempo que, ao se falar de gastronomia em Chicago, os garfos apontam para o West Loop. Boêmio e refinado, esse bairro reúne uma extensa lista de restaurantes badalados e um lugar em especial tem atraído foodies do mundo inteiro: o Girl & the Goat.

Comandado por Stephanie Izard, primeira mulher a vencer o Top Chef, suas mesas estão entre as mais disputadas da cidade. Esse ano, ela recebeu o título de melhor chef do Great Lakes, concedido pelo James Beard Foundation Award, mais importante prêmio gastronômico dos Estados Unidos. Em 2012, o restaurante ficou em 4º lugar no ranking dos melhores do mundo, segundo o público do portal Trip Advisor. No Michelin, figura na categoria Bib Gourmand, os favoritos dos editores no quesito custo-benefício.

Tentei minha reserva com um mês de antecedência, já que o lugar tem fama de superconcorrido. O sistema online dificultou minha empreitada, mas ligando no restaurante consegui uma mesa antes do que imaginava, mas só vale para quem, assim como eu, não se importa em jantar antes das 18h ou depois das 21h.

O Girl & the Goat tem ambiente descontraído, com mesas grandes frequentadas por grupos animados. A música é um tanto alta (para o meu gosto!), o que faz o programa mais propício para turmas de amigos do que para casais.

Mas vamos ao que interessa: a comida! O cardápio é dividido em três categorias, vegetais, peixes e carnes. O garçom nos recomendou de dois a três pratos por pessoa, considerando que as pequenas porções são feitas para compartilhar. A especialidade, como o nome do restaurante indica, é a carne de cabra, que vem de fazendas locais, assim como a maioria dos outros ingredientes.

Começamos com um fumegante pãozinho com manteiga, recomendação de Gwyneth Paltrow via Goop. Artesanal, chegou à mesa quentinho e macio. Em seguida, uma porção de receitas exóticas: ravióli de escargot com bacon ao molho de tamarindo ($15); polvo com feijão romano no vinagrete de rabanete, pistache e limão ($13); pappardelle ao sugo de groselha e alecrim ($14); mexilhões com linguiça de cabra ($12) e, por fim, o prato mais famoso da casa, o Wood Oven Roasted Pig Face, focinho de porco assado servido com batata e ovo frito no óleo de coentro ($16). Difícil não salivar diante de ingredientes tão suculentos!

A carta de cervejas é outro ponto alto, com destaque para pequenos produtores regionais. Já a sobremesa não é o forte da casa – tanto que nem me lembro com que prato fechamos a noite! O que ficou mesmo na memória foi um jantar saboroso, com clima de festinha, nesse restaurante que é, merecidamente, uma atração gourmet em Chicago.

Filhote do Girl & the Goat, o Little Goat fica do outro lado da rua e tem cardápio mais casual e barato. Nunca fui, mas as boas bocas dizem que é tão bom quanto o endereço principal.

Girl & the Goat – 809 W Randolph St. – Tel. 312-492-6262 – www.girlandthegoat.com

Author

Jornalista & trend seeker baseada em Miami